Minha gravidez: uma retrospectiva


Hoje eu completo as tão esperadas 37 semanas de gravidez. A partir desta data, portanto, meu bebê já está “a termo”, ou seja, não é mais considerado prematuro se nascer agora – mas minha DPP (data provável para o parto) só é dia 29 de outubro. Eu, ansiosa como sou, já estou aqui achando que qualquer coisinha nova que sinto é sinal de um trabalho de parto. Eu sei, estou toda errada, vou começar a respirar fundo a partir de agora para não deixar essa ansiedade toda me atrapalhar.

camilagrávidapiscina_EVDM

Mas ao mesmo tempo que já quero Theo aqui no meu colo, sinto uma saudadezinha dessa minha barrigona. Minha gestação foi muito deliciosa! Tudo correu super bem, eu estive saudável, não me privei de muitas coisas, me diverti, viajei, namorei, passeei… além disso, não tive muitos enjoos, tonturas, falta de ar ou maiores dificuldades para dormir (já falei sobre meus sintomas aqui). Aí me peguei relembrando cada momento da minha gravidez e resolvi deixar registrado no blog para, sempre que quiser, lembrar desses meses tão especiais para mim. #camilanostálgica

A descoberta

O resultado positivo foi incrível, como falei aqui nesse post! Uma alegria gigante tomou conta da gente, digna mesmo de um período carnavalesco como era. Curtimos demais a festa, mesmo contidos em termos de bebida (eu, no caso) e esforço físico. Mas não deixamos de ir às ruas fantasiados e felizes, com aquele sorrisão no rosto de quem acabou de descobrir que vai ter um bebê dentro de nove meses.

carnavalgravidez2_essavidademae

Os primeiros três meses

Esse é normalmente o período mais tenso, quando você fica com medo de perder o bebê. Eu nem fiquei muito “noiada” nesse tempo, mas com certeza estava me cuidando bem mais, principalmente em termos de alimentação. Muita fruta, líquido, corte de refrigerante, inclusão de sopa na rotina (argh, até agora não consegui me acostumar)… e muita emoção e descobertas! A primeira ultrassom, com o coraçãozinho batendo mesmo dentro de uma bolinha minúscula; a descoberta do sexo! Foi lindo demais! A família reunida, fazendo festa pro nosso Theo. Ai, ai, chorando só de lembrar… (escrevi sobre o chá revelação aqui).

2015-05-26 14.35.40-2

Férias

A época da viagem de férias da gente parece que foi programada por Deus. Não podia ter sido melhor! O período crítico já havia passado e eu ainda estava com a barriga pequena, super disposta, então deu para curtir muuuuito cada momentinho que passamos em Orlando, nos parques. Me diverti demais, voltei a ser criança mesmo e pude ver minha irmã realizar o sonho dela de conhecer as princesas. Fora que fiquei louca fazendo o enxoval de Theo. E foi quando me descobri consumista pela primeira vez na vida! (efeito maternidade ou efeito EUA?) 😛

disney_universal_EVDM

Lua de mel

Pois é, a gente precisava de um tempo só nosso antes de ter bebê, né?! Acho que todo casal merece! E isso aconteceu num dos lugares mais lindos do mundo: Fernando de Noronha! Foi bom demais! Mergulhei, caminhei, peguei sol, vi os golfinhos, namorei, me “amostrei” com a barriguinha que estava começando a aparecer… Me lembro que entrava naquele marzão absurdo e só pensava em como Theo estava se sentindo nadando ali comigo. Ô delícia!

EVDM_Noronha

Dia dos Namorados

Nosso último dia dos namorados sem filhos foi prolongado. Nada de presentes. Preferimos nos dar um final de semana em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, com hospedagem num hotel legal e com direito a jantar em restaurantes deliciosos, curtindo cada momentinho do final de semana. Melhor escolha para essa data, impossível. Curtimos um bocado!

gravatá_EVDM_HOtelcasagrande

Descobertas e sentimentos compartilhados

Tanto eu como João ficamos muito empolgados com a gravidez e começamos, desde o início, a pesquisar várias coisas sobre o assunto. Frequentamos grupos de apoio ao parto humanizado, que foi a nossa escolha, lemos bastante sobre o desenvolvimento do bebê na barriga, aprendemos juntos, trocamos informações, compartilhamos a alegria do primeiro chute, fizemos curso de gestante e até yoga para casais (esse um tanto quanto a contragosto de João hehehehe)! Obs.: ele vai me matar quando vir essa foto.

yogacasaisgravidos_EVDM

Apego à família

Apesar de sempre ter tido uma relação maravilhosa com minha família, a gravidez faz a gente estar ainda mais junto e foi bom demais ver e sentir eles todos por perto, se preocupando, torcendo, ajudando e participando de tanta coisa junto com a gente. Fiz questão de sempre comemorar cada notícia e descoberta junto com eles. E foi bom demais cada telefonema e mensagem para saber como eu estava, cada ideia nova que surgia para o quarto de Theo, cada prego furado, cada presente recebido, cada orientação… cada um do seu jeito me fez sentir segura, amada e acolhida. Acho que isso é fundamental para uma grávida, que fica com os hormônios à flor da pele. Só gratidão a cada um que participa, de alguma forma, desse momento.

Organizamos cada detalhe do cantinho de Theo

Não que eu tenha colocado a mão na massa na execução do quarto dele, mas foi uma delícia escolher junto com minha tia a cor da tinta e o conceito do quarto, passar em tantas e tantas lojas atrás do berço ideal, trocar o assento da cadeira de balanço que é da minha avó, fazer o enxoval, lavar as roupinhas, passar uma noite com minha mãe conversando, sonhando e organizando o armário, colocar os quadrinhos e luminária na parede junto com João… cada detalhe desses faz a diferença quando olho pro quarto de Theo e vejo o nosso dedo e de tanta gente amada junto. Muito bom saber que tanta energia boa está depositada ali, em cada detalhe.

Me exercitei

Como já fazia pilates antes, não precisei parar em nenhum momento o exercício e isso foi fundamental pra mim. Não tive uma dorzinha sequer na lombar até agora! Até tive uma dor na bunda, que foi causada por um nódulo de tensão criado depois de uma vacina, mas que até nisso o pilates me ajudou, com as massagens da minha prof. Continuo me sentindo super bem e disposta (na medida do possível, claro) e acho que devo muito disso ao exercício. Indico demais o pilates!

pilatesnagravidez_EVDM

Trabalhei um bocado

Desde que Theo surgiu nas nossas vidas, nosso projeto de contação de histórias  – O Baú da Camilinha – só fez crescer e esse foi um ano cheio de coisas boas para a gente. Fizemos apresentações super legais em shoppings, livrarias, aniversários, eventos infantis. Um monte de gente passou a conhecer nosso trabalho! Agora estamos em pausa, mas ano que vem espero voltar com todo o gás!

obaudacamilinha_Shoppingrecife

Filmei, editei, produzi

João é cantor e fez músicas e mais músicas pra Theo, cada uma mais linda que a outra. Aí um dia, durante a gravação da primeira música que ele fez, resolvi que a gente iria registrar aquele processo para mostrar ao nosso bebê futuramente. Daí saiu esse vídeo, que deu margem para fazer esse outro depois. Nos empolgamos tanto que o terceiro já está a caminho…

Conversamos muito com Theo

Essa parte é fundamental, né?! Hoje se sabe que o bebê reconhece a voz da mãe e do pai quando nasce, então não cansamos de conversar com ele sobre tudo! Conto como está o dia, o que vamos fazer, cada novidade do que acontece aqui fora… além das músicas lindas que João fez para ele e toca no violão e das historinhas que conto e vou continuar contando quando ele chegar.

Me amei, me “amostrei”

Nunca na vida eu tirei – e postei – tantas selfies! Minha empolgação com a barriga crescendo fez eu me exibir um bocado nas redes sociais, com aquele orgulho de mãe quando mostra o filho aos amigos. Quero mais é que todo mundo veja meu barrigão, tiro foto toda semana e posto sem medo de ser feliz. E cuidei um bocado dessa barriga, passando óleo e hidratante todo dia, à medida que ia imaginando que estava fazendo um carinho no meu bebê.

camila_EVDM_gravidez

Agradeci

Em todos os momentos da gravidez eu fui muito grata. Acho que agradecer só faz a gente atrair bons pensamentos e boas energias para a nossa vida. Conversei muito com Deus sobre o quanto me sinto abençoada e, claro, também pedi muita saúde para esse serzinho que está chegando. Sou só gratidão à natureza por ser capaz de me tornar mãe.

Curtimos tanto que criamos este blog

Dar bom dia e ver ele responder, sentir o pulo que ele dá quando recebe um beijo do pai, imaginar situações com ele aqui fora, programar nossa vida pensando nele, comer doce para ver ele rodopiar, ir pro quarto dele só pra sentir o cheirinho de fralda e imaginar como vai ser daqui a pouco… foi (e é) tudo tão gostoso que estamos cada vez mais apaixonados e ansiosos para conhecer a carinha do nosso filho. Não foi à toa que resolvemos criar esse blog, que nada mais é do que fruto desse amor e dessa empolgação com tudo o que estamos vivendo.

Obrigada a você que, agora, lendo esses nossos relatos, também faz parte dessa história. Esses meses foram muito especiais e essa jornada está só começando… ainda tem muita história pela frente!


Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *