Primeiro chute do bebê: o de Theo foi assim


Já havia lido alguns artigos sobre o primeiro chute do bebê, ansiosa para saber quando começaria a sentir. Normalmente, segundo minhas pesquisas, os primeiros movimentos começam a ser notados com umas 16 semanas, mas eles ainda são meio confusos, porque são fracos e não parecem chutes. É a tal da sensação de borboletas na barriga, que muitos falam. “Os chutes ficam mais perceptíveis quando já se está com umas 20 semanas de gestação”, eu li.

primeiro-chute-do-bebe

O primeiro chute do bebê: comigo foi assim

A primeira vez a gente nunca esquece, né?!

Quando eu estava com 15, 16 semanas, comecei a sentir umas cócegas diferentes na barriga. Pareciam gases, mas era como se as bolhinhas andassem dentro de mim, causando uma tremedeira engraçada. Como estava viajando com minha tia, que é médica pediatra, tratei logo de perguntar que sensação era aquela. A resposta era mesmo a que eu esperava ouvir: “É ele, Mila! É Theo que está mexendo“. Fiquei toda orgulhosa! Achei que fosse demorar mais a sentir um sinal do meu bebê dentro da  barriga.

Voltei de viagem, fui à minha médica e ela confirmou: “como você é magrinha, dá pra sentir cedo“. Mas foi logo avisando ao pai: “você só deve sentir daqui a um mês“.

Mas Theo parece que puxou à mãe e é meio apressadinho. Então, com 18 semanas de gestação, num sábado à noite despretensioso em casa, jogada no sofá, com as pernas por cima do marido e depois de ter comido uma deliciosa surpresa de uva (uvinha, para os mais íntimos), senti algo muito maior que os “gases” que sentia antes. Meus olhos esbugalharam-se! “Namorado, Theo chutou forte agora! Eu senti na mão!”.

João colocou sua mãozona quente na minha barriga. Ficamos os dois em silêncio, quase sem respirar pra não ter risco de prestar atenção em qualquer outra coisa e perder aquele momento. Não demorou e nosso baby deu o ar da graça, com outro chute forte, mostrando que está bem danado aqui dentro.

escutar-chute-do-bebe

Minha gente, vou dizer: é boa demais a sensação de sentir seu bebê pela primeira vez! É como se todo esse momento, já tão incrível, se tornasse mais real. Sem contar que é um alívio “da gota” para mães ansiosas e nervosas como eu.

Desde lá ele vem chutando cada vez mais forte. E eu fico besta, sorrindo a cada mexida.

Algumas curiosidades

Percebi que depois que como doces meu pequeno fica eufórico e dá vários chutinhos. Aí descobri que os movimentos do bebê podem mesmo ser estimulados pelo consumo de açúcar pela mãe, já que a glicose passa pelo sangue para a placenta, deixando o baby animadíssimo.

Outra coisa que percebi é que Theo começa a mexer mais à noite. Fui pesquisar e vi que não é a toa: um artigo dizia que, normalmente, a essa hora, a gente produz um hormônio que nos dá sono, mas anima o bebê. Sem contar que a gente está mais relaxada e dá pra sentir mais claramente.

E para vocês, como foi a primeiro chute do bebê?


Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *