Tags

sintomas

Comportamentos suspeitos de uma grávida

Eu estava aqui lembrando da minha gravidez e de como a gente fica besta nesse tempo. Claro, um monte de coisa muda, hormônio que só a gota pelo nosso corpo, um ser crescendo dentro de você e um amor gigante que você não sabia que era capaz de sentir, por alguém que nunca viu na vida. É mudança demais, inclusive para justificar certos comportamentos, né?! Por isso eu resolvi escrever aqui algumas das “loucurinhas” que cometi/cometo – nem sempre conscientes de serem loucurinhas – durante a minha gravidez (não é mesmo à toa que João fez a música “Tá Ficando Doidinha” pra mim, né?!) 😀

Dar um jeito de dizer que está grávida

camila-sátiro-grávida-theo1

Essa foi a primeira. Eu ainda não tinha barriga nenhuma, mas dava um jeito de dizer para QUALQUER criatura que cruzasse meu caminho que estava grávida. Por exemplo…

Quando encontrei com um conhecido do meu sogro no elevador que me perguntou como ele estava e a resposta foi: “feliz da vida porque vai ser avô!”

Ou quando pedi uma coisa bem gostosa na padaria do supermercado falando em alto e bom som que estava grávida e doida pra comer alguma sobremesa que não tivesse chocolate porque estava enjoada do doce.

E tantos e tantos momentos em que coloquei as mãos “nos quartos” e fiquei alisando a barriga e conversando com ela até alguém perguntar se eu estava esperando um bebê.

Essas foram só algumas, mas tiveram várias outras situações assim…

Continue lendo…

Clipe: Tá Ficando Doidinha

Vocês já viram aqui no blog duas músicas lindas que João fez pra Theo e que a gente transformou em clipe, né (aqui e aqui)?! Então… ele fez também uma música para esta mãe que vos fala. Só que nesse caso a música foi, digamos, uma “tiração de onda” com a minha cara! Ele resolveu reunir alguns sintomas de grávida para rir do meu comportamento e dizer isso para todo mundo. Achou pouco e me convenceu a gravar um clipe me passando! E eu entrei na onda, como vocês vão ver. 😀 Ele então chamou Rafael Soares, nosso amigo-parceiro-irmão-companheiro-de-todas-as-horas, que foi quem fez tudo acontecer. Rafa produziu, roteirizou, dirigiu, editou, riu e se divertiu junto com a gente nas tardes de sábado gravando esse vídeo. O resultado está no nosso canal do youtube (sem palavras para te agradecer, Rafa!).

Acho que as grávidas vão se identificar.

Ah! Não deixem de curtir e se inscrever lá no canal, tá?! Outros vídeos virão. 😉

Espero que se divirtam! 🙂

Essa e mais 7 músicas estão na lembrancinha de maternidade de Theo, um CD lindo com as músicas do pai, João! 🙂

A gente disponibilizou pra download aqui!

Minha gravidez: uma retrospectiva

Hoje eu completo as tão esperadas 37 semanas de gravidez. A partir desta data, portanto, meu bebê já está “a termo”, ou seja, não é mais considerado prematuro se nascer agora – mas minha DPP (data provável para o parto) só é dia 29 de outubro. Eu, ansiosa como sou, já estou aqui achando que qualquer coisinha nova que sinto é sinal de um trabalho de parto. Eu sei, estou toda errada, vou começar a respirar fundo a partir de agora para não deixar essa ansiedade toda me atrapalhar.

camilagrávidapiscina_EVDM

Mas ao mesmo tempo que já quero Theo aqui no meu colo, sinto uma saudadezinha dessa minha barrigona. Minha gestação foi muito deliciosa! Tudo correu super bem, eu estive saudável, não me privei de muitas coisas, me diverti, viajei, namorei, passeei… além disso, não tive muitos enjoos, tonturas, falta de ar ou maiores dificuldades para dormir (já falei sobre meus sintomas aqui). Aí me peguei relembrando cada momento da minha gravidez e resolvi deixar registrado no blog para, sempre que quiser, lembrar desses meses tão especiais para mim. #camilanostálgica

Continue lendo…

Meus sintomas da gravidez

Um monte de gente quando me encontra pergunta: e aí, tais bem? Enjoando? Tem muito desejo? Já inchasse? E é engraçado porque esses sintomas da gravidez realmente variam muito de uma mulher para outra e até de uma gestação para outra.

Eu achava que quando engravidasse eu vomitaria horrores, teria desejos de coisas malucas, fosse ficar chorona de ninguém me aguentar, tivesse que usar supositório de tanta prisão de ventre… Mas não. Eu praticamente não enjoei – exceto no início, quando peguei uma infecção intestinal -, só tive desejo mesmo umas três vezes e de coisas facílimas de resolver (bolo de chocolate, suco de laranja e açaí), meu intestino está funcionando melhor que o normal e eu nem estou tão chorona assim – ok, só um pouquinho…

essavidademae_camila_setemeses
Eu e meu bucho de sete meses

Continue lendo…